Novos hábitos de consumo moda pixel

Moda sustentável roupas pixel para bombar nas redes sociais!

Hoje surgiu um novo conceito no mundo da moda chamado fast fashion digital, essa nova tendência de roupas virtuais, bombou quando em maio do ano passado, um vestido de pixel foi leiloado em Nova York por US$ 9.500,00 que em reais chega à bagatela de R$ 54 mil na cotação atual. Esse vestido foi criado pela marca holandesa The Fabricant, pioneira e especialista em vestes e avatares virtuais que hoje produz exclusivamente para a Dress – X marca desbravadora no conceito de moda sustentável roupas pixel.

Mais o que é a Dress-X e o que ela vem impactando na moda sustentável?

A Dress – X foi fundada em 2019 por duas ucranianas Daria Shapovalova e Natalia Modenova, criadoras também da Semana de Moda de Kiev, as roupas criadas não podem ser guardadas e nem vestidas a não ser no universo digital, claro que essa prática pode soar nada comum para muitos de nós, mais é um dos recursos que proporcionam inserção da realidade virtual no setor da moda e que vem sendo cada vez mais usado.

Post no Instagram da @dressxcom mostrando uma de seus trajes sustentável pixel, usando inovação e sustentabilidade com tecnologia.

Essa tecnologia (moda sustentável roupas pixel) também pode ajudar a moda de outras formas. É possível, por exemplo, criar peças pelo computador, de forma muito detalhada, vendê-las por lá e, só depois, produzi-las, diminuindo tempo, dinheiro e perdas. Promovendo também, não só a sustentabilidade, como também fácil acesso aos itens de luxo, alta costura e roupas exclusivas. 

Os consumidores das roupas virtuais, afirmam que o objetivo é bombar nas redes sociais. E quem produz afirma que esse novo formato é mais sustentável e acessível, pois não envolve produção física. Para fazer parte da tendência, os clientes devem enviar fotos para as marcas, e colocam os modelitos digitalmente.

Quer ter mais informação sobre esse novo conceito? Dá uma ouvidinha nesse episodio do podcast da Expresso Ilustra no Spotify! 🙂

Siga BeeLeaf e compartilhe 🙂

Deixe uma resposta